Saúde colesterol1

Publicado dia 18 de maio de 2017 | escrito por Talita Ramos

Colesterol precoce existe?

Os índices de colesterol ruim atingem cada vez mais pessoas jovens

Antigamente, ou melhor, há poucos anos atrás, a preocupação com os níveis de colesterol era coisa de adulto, mas isso não acontece mais. Na última década, o número de crianças e jovens com o colesterol LDL (ruim) alto tornou-se cada vez mais recorrente. Dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) revelaram que, só em 2012, cerca de 20% da população juvenil brasileira estava com o colesterol em nível elevado. Alarmante? Não, desesperador!!

O problema que inicialmente era apenas genético, hoje tem muito mais a ver com hábitos de vida. Por isso, é preciso estar alerta. “O que a gente vê hoje é um efeito da mudança do estilo de vida, hábitos alimentares inadequados, excesso de obesidade e sedentarismo”, explica o médico cardiologista do Hospital Israelita Albert Einstein, Antônio Carlos Bacelar.

Entenda o colesterol

Se você já ouviu falar, mas ainda não tem certeza sobre o que é o colesterol e quais suas funções no organismo, vale saber que: “colesterol são moléculas ou partículas que circulam em nosso sangue, compostas de proteínas derivadas da alimentação e produzidas pelo organismo. Divide-se em colesterol total, LDL (ruim), HDL (bom), VLDL, colesterol não HDL, e triglicerídeos. No organismo, o bom colesterol exerce algumas funções importantes como formação de hormônios, membranas nas células, entre outras”, conta o médico.

colesterol2Perigo silencioso

Este é um dos principais causadores de doenças cardíacas e, mesmo em nível alto, não apresenta sintomas. “O colesterol LDL elevado pode levar ao acúmulo de placas de gordura nas paredes dos vasos das artérias. Isso pode causar infarto agudo do coração, AVC, aneurisma da aorta, doença arterial periférica, entre outras”, esclarece Bacelar. Segundo ele, altos níveis de colesterol também podem estar associados ao surgimento de doenças como pressão alta e diabetes.

 

colesterol3Prevenção e tratamento

O médico explica que as medidas de prevenção e tratamento são quase as mesmas. A indicação é praticar atividade física com regularidade, manter-se dentro do peso adequado e com uma dieta balanceada. Mas isso nem sempre é suficiente. “Mesmo com as medidas de prevenção algumas pessoas continuam com o colesterol elevado tendo que utilizar medicamentos. Por isso é fundamental adotar hábitos saudáveis e conferir os índices sempre”, finaliza o cardiologista.

Alimentos para evitar

Ok! Já que é pra se cuidar, então anote aí os alimentos que você deve eliminar da sua geladeira – e do seu prato – pra por fim neste maldoso colesterol.
·         Carne vermelha;
·         Embutidos;
·         Alimentos industrializados;
·         Fritura;
·         Gorduras.
Agora, depois de fazer uma limpa na dieta, que tal incrementar com cores e muita coisa saudável?
·         Azeite de oliva;
·         Nozes;
·         Castanhas;
·         Carne branca;
·         Peixes;
·         Soja;
·         Tomate;
·         Chia;
·         Frutas cítricas.

Pronto, você está com a faca e o queijo – só se for queijo branco, hein?! – na mão e pode por fim neste índice tão perigoso. Agora, se esta matéria fez sentido pra você, que tal compartilhar com que você ama e ajudá-los a acabarem com o colesterol também??

Tags: , , , , , , , , , , , ,


Sobre



Voltar para o topo ↑